7 coisas que você não deve fazer com seu notebook

Muitas pessoas usam os notebooks como um instrumento de trabalho ou para simples entretenimento. Contudo, pequenos hábitos considerados “inocentes” podem danificar ou encurtar a vida útil do computador, e o Canaltech te ajudar a descobrir quais são para conseguir evitá-los.


Para algumas pessoas, ter um antivírus atualizado e sempre pedir para ejetar um pen-drive são boas práticas ao usar um computador. No entanto, há alguns detalhes que colaboram para que o dispositivo se mantenha em bom estado.


Nesta lista, selecionamos sete hábitos comuns que devem ser evitados – ou melhor, abandonados – pelos usuários. Descubra se você já fez ou ainda faz algumas dessas ações que podem danificar o notebook.


Usar o computador no colo pode ser ruim para o notebook e para o usuário
Usar o computador no colo pode ser ruim para o notebook e para o usuário (Imagem: Kaleidico/Unsplash)

Tampar as saídas de ar do notebook


Muitas pessoas costumam usar o notebook apoiado no colo ou em cima de superfícies macias como cobertores ou sofás. Isso faz com que as saídas de ventilação da máquina fiquem obstruídas e não funcionem da maneira correta, causando aquecimentos desnecessários.


As altas temperaturas internas podem causar danos no sistema do dispositivo, como lentidão e, no longo prazo, queda na vida útil de vários componentes. Além disso, os próprios usuários podem se queimar por conta do superaquecimento, especialmente em modelos que contam com acabamento metálico.


A limpeza interna do notebook deve ser uma atividade recorrente
A limpeza interna do notebook deve ser uma atividade recorrente (Imagem: Repprodução/ShutterStock)

Falta de manutenção interna


Por mais cuidadoso que o usuário seja, é comum que os notebooks acumulem poeira na parte interna. A concentração de sujeira, incluindo cabelos e pelos de animais, pode afetar o desempenho do computador e dificultar a ação do sistema de ventilação.


A manutenção interna regular é essencial para que o dispositivo tenha uma vida útil maior. Caso o usuário não tenha grandes habilidades com informática, a recomendação é levar o notebook para um técnico especializado realizar a limpeza.


Notebooks não devem ser transportados quando estiverem ligados
Notebooks não devem ser transportados quando estiverem ligados (Imagem: Divulgação/Windows)

Transportar o notebook ligado


Para alguns usuários, fechar a tampa já é o suficiente para “desligar” o notebook e colocá-lo na mochila ou mala de viagem. A má notícia é que os HDs tradicionais com disco mecânico permanecem funcionando se sistema não for completamente desligado.


Esse componente usa uma agulha para ler o disco onde são gravadas as informações. Então, qualquer movimento brusco pode fazer com que a peça saia do lugar ou toque a superfície do disco e, tragicamente, apague ou torne inacessível todos os dados.


Modelos com SSD não contam com esse problema, porém ainda assim não é recomendado transportar o notebook ligado pelo que foi comentado no primeiro item da lista, já que ao ser usado dentro de uma bolsa ou mochila ele não terá a ventilação apropriada.


Fazer download de arquivos de fontes desconhecidas pode trazer ameaças para o notebook
Fazer download de arquivos de fontes desconhecidas pode trazer ameaças para o notebook (Imagem: Ed Hardie/Unsplash)

Instalar apps de fontes “duvidosas”


Mesmo usando antivírus e outros programas de segurança, é importante evitar baixar softwares de fontes desconhecidas. Em alguns casos, os arquivos de instalação podem conter vírus ou malwares que prejudicam a “saúde” da máquina.


Também não é aconselhável usar redes Wi-Fi abertas. Essas conexões podem sofrer interferência de invasores, colocando em risco dados e informações armazenadas no notebook ou que foram enviadas durante o acesso à Internet.


Alguns usuários acabam inutilizando as portas de conexões por falta de atenção ao usuar o notebook
Alguns usuários acabam inutilizando as portas de conexões por falta de atenção ao usuar o notebook (Imagem: Tobias Lystad/Unsplash)

Forçar cabos e portas


Por mais que pareça óbvio, muitas pessoas danificam cabos e portas por forçar uma conexão “impossível”. Por exemplo, tentar plugar um fone de ouvido P2 em uma entrada para fonte de alimentação ou um cabo HDMI na porta USB.


Enquanto os cabos são facilmente substituíveis, as portas de conexão não são tão simples de serem trocadas. Além dos notebooks modernos virem de fábrica com poucas entradas, a substituição dessas peças pode custar caro.


Para evitar qualquer problema, sempre preste atenção em relação aos cabos e portas que pretende conectar. Para mais, tenha cuidado ao usar pen-drives e cabos USB conectados à máquina e evitar dobrá-los na hora de retirar da entrada.


Usar o notebook o tempo inteiro na tomada tem pontos positivos e negativos
Usar o notebook o tempo inteiro na tomada tem pontos positivos e negativos (Imagem: This Is Engineering/Unsplash)

Gerenciamento incorreto da bateria


O tempo das baterias "viciadas" ficou para trás, mas as baterias vão se degradando com o tempo e entregando menos autonomia. Além disso, o gerenciamento incorreto pode acelerar esse processo até chegar ao ponto que o notebook virá um “desktop” sempre ligado na tomada.

Usar a máquina sempre conectada à energia mesmo com 100% de bateria pode interferir na vida útil dela. Por isso, deixar a máquina desconectada em alguns momentos e carregá-la quando o sistema emitir um alerta é a ação mais indicada.


Alguns modelos contam com software proprietário da fabricante que permite amenizar o problema, priorizando a energia vinda da tomada ao usar o notebook, por exemplo.


Além disso, é essencial evitar que o notebook descarregue completamente e permaneça vários dias desligado. Em algumas situações, isso pode inutilizar o computador e exigir a troca da bateria.


Usar o notebook em locais com temperaturas muito baixas podem prejudicar o dispositivo
Usar o notebook em locais com temperaturas muito baixas podem prejudicar o dispositivo (Imagem: Firmbee/Unsplash)

Usar o notebook em locais não recomendados


Certos ambientes não são indicados para o uso ou armazenamento de notebooks, pois podem afetar o dispositivo no curto ou no longo prazo. Alguns exemplos são espaços com pouca ventilação, alta umidade ou com temperaturas extremamente altas e baixas.


Também não é recomendado deixar as máquinas perto de aparelhos elétricos que tenham um campo magnético forte, como motores ou alto-falantes potentes. Isso pode desmagnetizar a HD do computador e apagar os arquivos.


Pensando em quem precisa usar os notebooks nesses cenários, diversas empresas lançam notebooks mais robustos com certificações de resistência a locais desafiadores. Neste caso tudo bem exigir um pouco mais da máquina, desde que dentro dos parâmetros informados pela fabricante.


Quais dessas práticas “inocentes” você já fez sem perceber? Não esqueça de compartilhar esse conteúdo com outras pessoas que precisam dessas dicas para o dia a dia!


(Artigo publicado originalmente no Canaltech em 27 de janeiro de 2022)