top of page

Tesla: vazamento de dados revela reclamações sobre o piloto automático


Tesla

(Texto publicado originalmente no TecMundo em 26 de maio de 2023)


Há tempos, o Full Self-Driving (FSD) da Tesla gera preocupações sobre a segurança dos motoristas. Então, a agência de notícias alemã Handelsblatt obteve um arquivo com 100 GB de dados com reclamações de clientes sobre o recurso de direção automática.


Os documentos reúnem notificações de motoristas dos EUA, Europa e Ásia entre 2015 e março de 2022. Durante o período, foram relatados mais de 2.400 casos de aceleração, 1.500 problemas de frenagem e 383 “paradas fantasmas" com falsos avisos de colisão.


Tesla
Muitos motoristas citam problemas de aceleração abrupta e frenagem repentina.

Segundo a Handelsblatt, há diversos relatos de carros da Tesla com FSD que “freiam repentinamente ou aceleram abruptamente”. Embora alguns motoristas tenham recuperado o controle em segurança, outros citam colisão com paredes ou outros veículos próximos.


Os documentos obtidos também descrevem as políticas adotadas pela montadora norte-americana ao responder os clientes sobre falhas do recurso de direção automática. Em destaque, a fabricante opta por manter os dados sobre os veículos em sigilo.


“Para cada incidente, há pontos de ‘revisão técnica’ que são inseridos regularmente no sistema e o relatório se torna ‘apenas para uso interno’. Cada entrada tem notas em negrito de que, se houver necessidade, as informações só podem ser repassadas ‘verbalmente’ para o cliente”, menciona o artigo da Handelsblatt.


Também é reforçado que os dados dos incidentes e dos veículos não devem ser usados em e-mails, mensagens de textos ou de voz para clientes. Em outros casos, a informação “o envolvimento de um advogado não pode ser evitado” deve ser registrada no relatório.


Tesla
Uso do FSD já é investigado por agências de segurança veicular dos EUA.

Resposta da Tesla


A Handelsblatt procurou a Tesla para responder perguntas sobre os documentos. A montadora retornou o contato exigindo que a agência excluísse as informações vazadas e citou um roubo de dados.


Segundo Sebatian Matthes, editor-chefe do portal alemão, não há detalhes de quem forneceu os 100 GB de dados sobre a fabricante de elétricos. Contudo, o material foi recebido por “vários informantes”.


O recurso de direção automática da Tesla tem sido alvo de vários órgãos. A Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário dos Estados Unidos (NHTSA) iniciou uma investigação em janeiro deste ano e, um mês depois, a empresa recolheu mais de 360 mil veículos com o FSD devido à "riscos de acidentes”.

Comments


bottom of page